Você já teve vontade de comentar um feedback recebido pela Plataforma Qulture.Rocks?

  • Marcar um cafezinho para falar mais do assunto (e resolver eventuais pontos não esclarecidos)
  • Detalhar e explicar pontos que possam ter ficado confusos
  • Reconhecer uns aos outros pelo esforço que é dar um bom feedback
  • Ensinar uns aos outros a dar feedbacks melhores

Agora você pode comentar e responder a feedbacks recebidos pela ferramenta. Vamos falar de algumas dessas formas de usar essa feature:

Pedindo mais informações

Uma boa forma de usar os comentários é para pedir mais informações, quando o feedback não foi 100% claro. Você pode fazer isso de duas formas. A primeira é chamando quem te deu um feedback para um cafézinho (como você pode ver, os comentários podem ser feitos com nosso novo editor de texto. Portanto você pode usar emojis, formatação rica, código e até links!):

A segunda é pedindo, pela própria ferramenta, mais informações sobre o feedback. Lembre-se: não há limite de mensagens a serem trocadas pela plataforma.

Pedindo um follow-up

Outra forma de usar os comentários é pedindo à pessoa que te deu o feedback para que faça um follow-up, te lembrando em alguns dias/semanas/meses se você conseguiu de fato mudar esse comportamento, através de um novo feedback:

Reconhecendo um feedback construtivo

Convenhamos: dar um feedback não é nada fácil. Sempre temos medo de não sermos bem entendidos, ou de uma reação negativa. Por isso. é importantíssimo reconhecer bons feedbacks. Vale ser super detalhado no que fez do feedback tão bom:

Alguns cuidados

Cuidado: nunca comente um feedback no calor do momento. Às vezes, até mesmo um feedback duro mas construtivo pode nos deixar na defensiva. É uma reação biológica que os americanos chamam de fight or flight: nosso corpo sente uma ameaça, libera um hormônio chamado cortisol, joga sangue nos nossos membros, dilata nossas pupilas... enfim, nos prepara para a batalha.

Sob esse efeito não estamos no nosso melhor. Portanto se você sentir um frio na barriga ou algo do tipo quando receber um feedback, respire, pense algumas horas a respeito e se possível "durma" sobre ele. Só comente quando estiver com a cabeça no lugar. 

E lembre-se: muitas vezes ficamos assim, em alerta, pois o feedback fez sentido, e ameaçou a imagem que temos de nós mesmos. Não culpe seu colega por identificar alguma área de melhoria em você.

Encontrou sua resposta?